5 Dicas Para Arrasar Em Todas As Fotos

Como fazer um cesto com palha de resenha Tirando fotos de livros de contos

Assim, a análise de várias aproximações de um problema da liberdade mostrou que, apesar de um obshchepriznannost da categoria da liberdade em vários ramos da ciência, a sua compreensão, especialmente, um tanto de modo variável e reflete conceitos iniciais de autores na pedagogia.

Sistema de disciplinas e níveis de preparação. Considerando a necessidade da assimilação por alunos dos componentes indicados da cultura a nomenclatura adequada de disciplinas define-se: bases de cultura; atividade e comunicação.

Neste sentido o mínimo básico como que se entende os pré-requisitos culturais comuns externos e internos necessários para a existência neantagonichesky sã da pessoa e o ambiente que o rodeia, as condições do seu desenvolvimento harmonioso também tem de desenvolver-se.

É necessário também considerar tal fator subjetivo como desejo e prontidão de alunos para desenvolver os talentos e capacidades. Este fator forma-se, naturalmente, na soma de resultados da educação de família e escola. Mas em primeiro lugar é o resultado da influência da cultura pública. Como sabemos, desenvolve décadas, se não para séculos.

Como, todos disseram acima de demonstrações que o desenvolvimento de um sujeito no nosso país começou há pouco e não há muitas pesquisas sérias em psicologia doméstica e literatura pedagógica sobre este problema, e as pesquisas estrangeiras são infelizmente tão inacessíveis.

A atenção especial merece-se pelo segundo grupo de tarefas. É impossível formular a atitude não violenta em direção a outras pessoas se a pedagogia na base continuar permanecendo em posições autoritárias na criança. Por isso, é importante que se humanizasse ele mesmo processo de educativo, desde instituições pré-escolares e acabamento da escola mais alta.

Internalization por crianças de valores universais universais, preservação de experiência espiritual cumulativa de humanidade: diálogo entre várias culturas e as pessoas; respeito a vida humana, consciência da sua inviolabilidade; liberdade e responsabilidade;

a atitude humana em direção a pessoas inclusive a si mesmo, capacidade dos modos não violentos de resolver os conflitos pessoais interpessoais e intra, o desenvolvimento da capacidade de aceitação e compreensão de outra pessoa.

em coletivo – problemas profissionais e de trabalho, econômicos, organizam e administrativos, comunicativos e outros de educação – formação de conhecimento profissional, capacidades, cultura econômica, comunicativa e capacidades de organização;

As aproximações interessantes que o mais de tudo respondem oportunidades de atualizar da atividade educativa no nosso país apresentam-se em conceitos de Bondarevskaya E.V., Gazman O. S., o seu Talanchuk N. M. Rassmotrim.

A fachada a valores universais significa o regresso da educação pedagógica a um peito de cultura, a sua humanização, humanitarization, criação do ambientalmente amistoso cultural e ambiente educacional, a atitude em direção ao aluno, quanto ao sujeito soberano livre da preparação, a responsabilidade da escola pela qualidade da sua preparação. A cultura doméstica e mundial tem de fazer o conteúdo principal da preparação. A instituição de ensino superior e a escola têm de ter espaço educativo uniforme.

Os conceitos educativos modernos diferenciam-se na aspiração a confiar em valores universais e formas civilizadas da atividade em todas as esferas. Até certo ponto estão presentes a todos os conceitos:

"O objetivo posto para a frente – para prover a cada educação básica estudantil de escola e cultura como uma base da autodeterminação vital. Os objetivos principais do trabalho pedagógico dirigem-se à formação da capacidade da personalidade a autorealização cultural, autoorganização e autoreabilitação. As direções principais da atividade educativa refletem-se em programas de objetivo.

Componentes básicos de cultura: posição humanística e qualidades pessoais; teorias filosóficas e pensamento criativo; experiência de atividade criativa, justificação de própria atividade como sistemas (didáticos); cultura de comportamento, caminhos de autodesenvolvimento e autocontrole da personalidade.